Em entrevista exclusiva ao ge, Juarez Moraes e Silva comenta a situação de alguns jogadores, como os meias Régis e Hyoran, e pede paciência ao torcedor sobre contratações

 Em entrevista exclusiva ao ge, Juarez Moraes e Silva comenta a situação de alguns jogadores, como os meias Régis e Hyoran, e pede paciência ao torcedor sobre contratações

Por Thiago Ribeiro, Rodrigo Saviani e Lucas Kotovicz — Curitiba

 

Coritiba espera anunciar duas contratações até o fim de 2021 e está de olho no mercado sul-americano para reforçar o time para a próxima temporada. É o que detalhou o presidente do Coxa, Juarez Moraes e Silva, em entrevista exclusiva ao ge.

O dirigente detalhou algumas negociações, como a do meia Régis, do Guarani, um dos nomes no radar do Alviverde para 2022. Além disso, o presidente do Coritiba pediu paciência ao torcedor e colocou um prazo de até 90 dias para fechar o elenco para o Campeonato Brasileiro.

O Régis é um dos jogadores que se destacaram muito na Série B e está no nosso radar, mas não tem nenhuma definição em relação a eles ou outros. A gente acredita que um ou dois nomes deva confirmar ainda nesse ano.
— Juarez Moraes e Silva, presidente do Coritiba, ao ge

Uma das dificuldades apontada pelo dirigente está nos valores altos. Como exemplo, Juarez Moraes e Silva falou da situação do meia-atacante Hyoran, do Atlético-MG. Ele também comentou sobre os atacantes Copete (do Avaí) e Moisés (da Ponte Preta).

– O Copete e o Moisés têm um mercado atrativo, alternativas, tudo isso é negociável. O Hyoran ganha três vezes o que ganha o maior salário de um time que está saindo da Série B para a Série A. É um desafio muito grande você conseguir atrair esses jogadores sem fazer irresponsabilidade financeira, com os recursos que são bastante escassos (…) Mais importante do que trazer um jogador, é trazer um jogador que funcione no orçamento do clube – comentou.

Olho no mercado sul-americano

 

Questionado sobre um olhar para o futebol sul-americano, conforme o ge revelou, o presidente do Coritiba admitiu que a intenção é preencher as cinco vagas possíveis para jogadores estrangeiros na temporada.

– Vamos buscar esses cinco jogadores. É um mercado bastante interessante, jogadores que se adaptam muito bem ao estilo de futebol do Sul do Brasil. Uruguaios, argentinos, paraguaios, chilenos… São jogadores que a gente pretende avaliar e está com esse processo em andamento.

Elenco com 34 jogadores

A meta é de fechar um grupo com 34 jogadores, mesclando remanescentes, reforços e nomes da base, principalmente do elenco que foi campeão da Copa do Brasil Sub-20, em 2021.

– Esse elenco terá, em linhas gerais, um terço de jogadores formados na base do Coritiba, principalmente da geração campeão brasileira com o sub-20, um terço de remanescentes da Série B, que são jogadores com muita história no Coritiba e nos ajudaram no acesso, e um terço de novos jogadores.

Perfil de Série A

 

Juarez Moraes e Silva comentou também sobre a mudança de perfil do elenco, na busca por um time com uma cara de Série A do Brasileiro:

– A gente pretende moldar o perfil do elenco agora para a Série A. Um campeonato totalmente distinto da Série B, a gente quer fazer essa modelagem do elenco com uma faixa etária menor, mais velocidade e principalmente mantendo a garra e a pegada, que é uma tradição do Coritiba em sua história – disse.

O elenco do Coritiba se reapresenta em 3 de janeiro. A estreia no Paranaense acontece em 22 de janeiro, diante do Cianorte, no Couto Pereira.

Digiqole ad Digiqole ad

Related post