Coritiba saiu na frente, mas cedeu o empate para o Figueirense em um jogo que o ponto conquistado pode ser um grande diferencial na briga pelo acesso. Na noite desta sexta-feira (8), o Alviverde foi a Florianópolis e ficou no 1×1 com o time catarinense em um jogo de muitas adversidades, pela 34ª rodada Série B do Campeonato Brasileiro. O Coxa atuou com um jogador a menos desde a primeira etapa e contou com uma defesa de pênalti do goleiro Alex Muralha. Agora, a equipe tem 54 pontos e voltou a ocupar a terceira colocação provisoriamente. O time volta a campo na próxima terça-feira (12), frente ao Brasil de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

O jogo começou morno, porém após um lance de falta, que resultou em expulsão de Diogo Matheus, a partida ficou nervosa. Mostrando superação, o Verdão precisou jogar com um homem a menos desde os 35 minutos do primeiro tempo, mas conseguiu garantir um ponto na luta por uma vaga na Série A 2020.

A primeira grande chance do confronto foi dos donos da casa. Aos 11 minutos, Luis Ricardo avançou pelo meio e deu um passe para Rafael Marques, na entrada da entrada da área, que fez um belo pivô. A bola chegou para Fellipe Matheus, que chutou cruzado, na tentativa de tirar de Muralha, mas concluiu o lance mandando para o alto.

Aos 16, Sabino teve boa oportunidade para o Coritiba. Em cobrança de falta, o zagueiro subiu alto, mas mandou por cima do gol. Giovanni, aos 24, chutou de fora da área e a bola, caprichosamente, bateu na trave direita do goleiro do Figueira e saiu.

O grande momento da etapa inicial aconteceu aos 35, quando Diogo Matheus derrubou Breno na área e o árbitro assinalou pênalti. O lateral do Coxa foi amarelado e como era seu segundo cartão no jogo foi expulso. Fellipe Matheus foi para a cobrança e bateu no meio, mas Muralha, que já tinha caído, conseguiu esticar o pé e afastar a bola.

Alex Muralha pegou um pênalti no primeiro tempo e fez grandes defesas, sendo decisivo pro resultado. 

Depois da expulsão, os jogadores do Alviverde pareciam não se entender e Sabino e Giovanni chegaram a bater boca ao fim do primeiro tempo, sendo necessário que os companheiros afastassem os dois para evitar mais desentendimento.

A conversa no vestiário surtiu efeito e na volta para a segunda etapa o Coritiba se mostrou muito ligado e disposto a buscar a vitória. Foram necessários apenas alguns segundos para o Alviverde balançar as redes. Juan Alano passou para Robson, que limpou com muita categoria dois adversários em um só lance. O lateral-direito Luis Ricardo e o goleiro Pegorari caíram no chão com a jogada do atacante, que concluiu e fez o gol.

O Figueirense não se abateu e só não empatou porque Alex Muralha fez dois milagres seguidos. Aos oito minutos, Luis Ricardo cabeceou no canto e o goleiro pulou para afastar. O rebote sobrou para Rafael Marques, que tentou, mas parou em mais uma boa defesa do goleiro coxa-branca.

Mas com uma menos o Coxa sofria para evitar que o adversário chegasse com perigo e o Figueira chegou ao empate aos 23. Luis Ricardo cruzou na área, a bola sofreu um desviou no meio do caminho e sobrou para Rafael Marques, que mandou de primeira.  Muralha chegou a encostar na bola, mas não evitou o prejuízo.

Depois disso, a tensão pareceu tomar conta do Orlando Scarpelli, com os dois lados mai preocupados em não perder do que ganhar. Só que o Figueirense, precisando mais do resultado, foi mais ofensivo, dando um sufoco. Porém, o resultado final ficou no 1×1.

Ficha técnica

SÉRIE B

2º Turno – 34ª Rodada

FIGUEIRENSE 1X1 CORITIBA

Figueirense
Pegorari; Luís Ricardo, Alemão, Pereira e Conrado; Patrick (Jefferson Renan), Betinho e Fellipe Mateus (Guilherme); Breno, Robertinho (Gustavo Poffo) e Rafael Marques.
Técnico: Pintado

Coritiba
Alex Muralha; Diogo Mateus, Nathan Ribeiro, Sabino e William Matheus; Matheus Sales, Juan Alano e Giovanni (Serginho); Kelvin (Felipe Mattioni), Robson e Rodrigão (Igor Jesus).
Técnico: Jorginho

Local: Estádio Orlando Scarpelli (Florianópolis-SC)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Thiago Rosa de Oliveira (RJ)
Gols: Robson 1, Rafael Marques 23 do 2º
Cartões amarelos: Alemão, Betinho, Conrado (FIG); Giovanni, Rodrigão (COR)
Cartão vermelho: Diogo Matheus (COR)