Coritiba cumpriu seu papel de forte candidato ao acesso e venceu por 1×0 o Botafogo-SP, em Ribeirão Preto, somando três importantes pontos na briga por uma vaga na elite do futebol nacional. O confronto com o time do interior paulista aconteceu nesta sexta-feira (1), no estádio Santa Cruz, e foi válido pela 32ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Agora, o Coxa tem 52 pontos e se distancia dos rivais fora do G4..

Restam apenas seis jogos para o fim da disputa e o Verdão precisa cada vez mais se fixar entre os primeiros colocados. Em boa fase, o Alviverde chegou ao seu sétimo jogo de invencibilidade, somando quatro vitórias e três empates. Em um jogo parado na primeira etapa e de amplo domínio do Botafogo-SP no segundo, quem saiu comemorando o triunfo foi o Coritiba.

O Coxa foi a campo com dois atletas que não eram esperados na escalação. Nathan Ribeiro fez sua estreia e ocupou o lugar de Romércio na zaga, e Thiago Lopes entrou na vaga de Robson no ataque. Este último foi poupado pelo técnico Jorginho para que não se lesionasse. Horas antes do jogo, a notícia de que o meia-atacante Rafinha poderá desfalcar o Coritiba em toda a reta final da Segundona caiu como uma bomba. O jogador tem uma lesão na panturrilha, já iniciou os tratamentos, mas dependerá de sua evolução para que seja definido seu retorno.

+ “E se…”. Viaje com a nossa equipe na realidade alternativa do Trio de Ferro!

William Matheus ficou pouco tempo em campo. Foto: Raphael Vinicius Brauhardt/Coritiba FC

O jogo começou morno, mas o Verdão soube aproveitar a oportunidade e em uma jogada ensaiada e fez o gol que garantiu a vitória. Aos 15 minutos da primeira etapa, Giovanni rolou para Juan Alano, que cruzou para Rodrigão na área. O camisa 9 subiu e cabeceou para o fundo das redes do adversário, reafirmando que deixou pra trás a fase de ‘seca’ de gols. Ele que chegou a ficar sem marcar em 11 partidas, assinalou no empate em 3×3 diante do Cuiabá e, agora, marcou novamente. São 21 gols na temporada, 13 deles no Brasileirão.

Com a vantagem, o Coritiba passou a valorizar – até demais – os momentos com a posse de bola, mesmo que a partida estivesse ainda no início. O goleiro Alex Muralha levou um cartão amarelo aos 34 da primeira etapa por fazer cera nas cobranças de tiro de meta.

Aos 42 minutos, Nathan Ribeiro e Murilo se chocaram e o defensor do Coxa levou a pior. Com um corte na cabeça ele foi atendido e continuou no jogo com uma faixa ao redor da testa, que depois foi substituída por uma touca de natação. Devido aos momentos de paralisação da partida em todo o primeiro tempo, com atendimentos médicos e demora em retomar do jogo em alguns momentos, o árbitro deu dez minutos de acréscimo ainda na primeira etapa.

A comemoração do gol de Rodrigão. Foto: Raphael Vinicius Brauhardt/Coritiba FC

Na volta para a segunda etapa o Botafogo acordou e passou a pressionar muito em cima do Coritiba. Aos dois minutos Marlon Freitas mandou uma bola na trave e, aos cinco, Murilo Henrique exigiu defesa de Muralha, que precisou tirar do canto uma bola rasteira.

Os donos da casa continuaram com amplo domínio do jogo, exigindo boas atuações do arqueiro coxa-branca. Aos 19 minutos, em cobrança de falta, Murilo Henrique mandou uma bomba que explodiu no travessão. Muralha caiu após o lance e solicitou atendimento médico, parando o duelo por cerca de dois minutos.

O Pantera bem que tentou de todas as formas e teve o total domínio do jogo, mas não converteu a vantagem em gols. O Coritiba, desta vez, conseguiu segurar o placar favorável e confirmou uma importante vitória na luta pela tão sonhada vaga na Série A. O Verdão volta a campo na segunda-feira (4), diante do Sport, o Couto Pereira. O começa às 20h.

Ficha técnica

SÉRIE B
2º Turno – 32ª Rodada

BOTAFOGO-SP 0x1 CORITIBA

Botafogo-SP
Darley; Lucas (Lucas Mendes), Luiz Otávio, Didi e Vinícius Freitas; Higor Meritão (Nadson), Willian Oliveira, Marlon Freitas (Erick Luiz), Murilo; Felipe Saraiva e Bruno Moraes.
Técnico: Hemerson Maria

Coritiba
Alex Muralha; Diogo Mateus, Nathan Ribeiro, Sabino e William Matheus (Patrick Brey); Matheus Sales, Serginho, Thiago Lopes e Juan Alano; Giovanni (Rafael Lima) e Rodrigão (Igor Jesus).
Técnico: Jorginho

Local: Santa Cruz (Ribeirão Preto-SP)
Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)
Assistentes: Daniel de Oliveira Alves Pereira (RJ) e Thiago Gomes Magalhães (RJ)
Gol: Rodrigão 15 do 1º
Cartões amarelos: Didi (BOT); Alex Muralha, Matheus Sales, Diogo Mateus, Nathan Ribeiro, Serginho (CFC)
Renda: R$ 25.685,00
Público pagante: 2.621
Público total: 2.895