Coritiba emendou mais uma importante vitória em busca do tão sonhado acesso e permaneceu no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (15), o Alviverde venceu o São Bento por 2×1, em Sorocaba, e chegou aos 46 pontos na competição. O Coxa soma agora três triunfos consecutivos e, com isso, permaneceu na quarta colocação, com dois pontos a mais que o América-MG, o quinto.

O próximo jogo do time coxa-branca será no sábado (19), diante do Vila Nova, no Serra Dourada, a partir das 16h30. Se vencer, a equipe pode chegar ao terceiro lugar.

Uma das novidades da equipe de Jorginho foi o retorno do centroavante Rodrigão entre os titulares. O jogador, artilheiro do time com 11 gols na Série B, e praticamente uma unanimidade antes com o técnico Umberto Louzer, havia começado as duas partidas anteriores no banco de reserva, o que inclusive gerou insatisfação por parte do atleta.

Com muita vontade de entrar para ganhar, o Coritiba começou o jogo sendo letal. O cronômetro estava ainda no primeiro minuto quando William Matheus deu um toque para o gol, mas a bola bateu em Renan Rocha e voltou. No rebote, o lateral, de costas, conseguiu cabecear e mandar para o funda das redes.

O São Bento não se deixou abater com o placar negativo e foi atrás. Em um momento que emendou uma sequência de pressão total na área do goleiro Muralha, aos 35, Minho recebeu um cruzamento na área e subiu de cabeça com muito perigo.

O árbitro não gostou das reclamações que os jogadores que estavam no banco de reservas do Coxa tentavam fazer, questionando muito as decisões do juiz. Por isso, Nathan levou cartão amarelo mesmo fora do jogo.

O jogo estava ‘toma lá dá cá’ e o Verdão conseguiu responder a série de investidas da melhor maneira possível: com mais um gol. Aos 40, a bola sobrou em um rebote ainda no campo de defesa. Rodrigão fez o pivô e a bola ficou com Rafinha, que passou para Juan Alano. O meia carregou a bola pelo lado direito e da entrada da área mandou uma bomba com endereço certo no fundo das redes.

Antes disso, alguns minutos antes, William Matheus tinha mandado um chute cruzado que chegou a tocar na trave e sair. Pelo lado do time de Sorocaba, aos 46, Zé Roberto ficou com a bola após cobrança de escanteio e finalizou. Muralha se esticou e fez uma bela defesa.

Juan Alano marcou um golaço pro Coxa em Sorocaba. Foto: Diego Marinelli/Coritiba

Tamanha foi a movimentação para os dois lados que o primeiro tempo acabou com sete chances reais de gol para cada um. O Verdão teve menos posse de bola, mas encaixou contra-ataques importantes e teve maior aproveitamento das oportunidades, o que foi decisivo para a vitória.

Nos 45 minutos finais, o São Bento conseguiu diminuir as ofensivas do Coritiba e controlou em maior proporção o jogo. Dominando a partida, o mandante conseguiu descontar. Aos 24, Zé Roberto, na esquerda, deu um toque de calcanhar para Mansur, que vinha na velocidade e soltou uma bomba. A bola desviou na cabeça de Romércio, tirando Muralha da defesa, e morreu no fundo do gol.

O Coxa ficou no sufoco e precisou se virar para segurar a vitória. O técnico Milton Mendes, do São Bento, reclamou muito da arbitragem com o jogo mais ‘amarrado’ do adversário e, por isso, foi expulso aos 34 minutos.

Mesmo sem espaço para abrir mais vantagem na segunda etapa, o trabalho do Coritiba foi administrar o placar positivo e, principalmente, segurar a pressão do São Bento.

Nos acréscimos, o time paulista foi pra cima com tudo e chegou muito perto de empatar. Aos 46, após cruzamento na área, Zé Roberto cabeceou e a bola ia entrando, mas William Matheus salvou em cima da linha.  Aos 48, na última chance, Rodolfo cobrou falta e ela passou raspando a trave direita. Passado o susto, o Coxa comemorou a vitória e a manutenção no G4.

Ficha técnica

SÉRIE B
2° Turno – 29ª Rodada

SÃO BENTO 1×2 CORITIBA

São Bento
Renan Rocha; Marcos Martins, Gerson, Joílson e Mansur; Fábio Bahia (Raphael Martinho), Doriva (Caio Rangel) e Rodolfo; Paulinho Bóia (Fernandes), Minho e Zé Roberto.
Técnico: Milton Mendes

Coritiba
Alex Muralha; Diogo Mateus, Romércio, Sabino e William Matheus; Vitor Carvalho, Matheus Sales e Juan Alano (Igor Jesus); Rafinha (Fabiano), Thiago Lopes e Rodrigão (Júlio Rusch).
Técnico: Jorginho

Local: Estádio Walter Ribeiro (Sorocaba-SP)
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG)
Assistentes: Frederico Soares Vilarinho (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
Gols: William Matheus, 2, e Juan Alano, 40 do 1º; Mansur, 24 do 2º
Cartões amarelos: Fábio Bahia, Minho (SBE); Rafinha, Vitor Carvalho, Rodrigão, Alex Muralha, Diogo Matheus, Nathan (COR)
Renda: R$ 14.065
Público total: 1.697